FPF

Qualificação para o Euro’2020
Ataque cirúrgico na vitória de Portugal na Sérvia

Portugal estreou-se a ganhar na fase de qualificação para o Euro’2020, valendo a forma cirúrgica do seu ataque para assegurar os três importantes pontos que lançam a selecção a todo o gás para o apuramento e relegam a Sérvia para uma missão quase impossível. William Carvalho, Gonçalo Guedes, Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva foram os autores dos golos portugueses e Milenkovic e Mitrovic pelo lado da equipa dos Balcãs, num 4-2 inteiramente devido antes da deslocação à Lituânia, na próxima terça-feira.

 

Com o mesmo onze que venceu a final da Liga das Nações, Portugal até começou bem o jogo, mas a Sérvia manteve a mesma filosofia de jogo que apresentara no Estádio da Luz (1-1) com um bloco muito recuado e, apesar do domínio luso ser evidente, as oportunidades foram escassas. O golo acabou por chegar a três minutos do intervalo, numa atrapalhação entre Milenkovic y Dmitrovic, daí retirando os melhores dividendos William Carvalho, que empurrou para o fundo das redes.

 

Portugal regressou do intervalo melhor e mais adaptado ao sistema do oponente. Cristiano Ronaldo tem dois remates seguidos a rasar o poste esquerdo, mas foi o super Gonçalo Guedes, na sequência de uma bela jogada ao primeiro toque entre Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes, que teve uma conclusão brilhante, aumentando a vantagem da selecção nacional.

 

Já sem Nélson Semedo, que saiu lesionado, a Sérvia reduziu na sequência de um canto, por Milenkovic, assustou um minuto depois por Ljajic, valendo a excelente estirada de Rui Patrício, começando aqui um carrossel inimaginável de golos, três nos 10 minutos restantes, tendo sempre a equipa portuguesa liderado o marcador e já com João Félix em campo: Cristiano Ronaldo, que se estreou a marcar não só nesta fase de qualificação como também à Sérvia, fez o terceiro a passe de Bernardo Silva; Mitrovic apontou o segundo dos sérvios, tirando partido do muito espaço concedido por Portugal; e finalmente Bernardo Silva a colocar um ponto final no assunto e sem direito a parágrafo, que a história do jogo acabava quase de seguida, confirmando a capacidade cirúrgica do ataque português para superar os sobressaltos provocados pela Sérvia.

 

Depois dos empates em casa com a Ucrânia (0-0) e a Sérvia (1-1), Portugal estreou-se a vencer e soma agora cinco pontos, sendo segundo do Grupo B, atrás da líder Ucrânia (13 pontos mas mais dois jogos). Na próxima jornada (terça-feira), a selecção nacional desloca-se à Lituânia, última do grupo, que apresenta apenas um ponto nos quatro jogos já realizados.